buscar

Arquitetura urbana ou fuga da civilização, a busca por paisagens inspiradoras

Os centros urbanos cada vez mais estão deixando as casas de lado e apostando em prédios para que haja mais espaço para as pessoas habitarem as grandes metrópoles. Esse processo se chama verticalização das cidades.

Trabalho
6 meses atrás
Arquitetura urbana ou fuga da civilização, a busca por paisagens inspiradoras

Porém em todo esse processo de construção dos edifícios, fica evidente que é adotada uma forma padrão na construção dos mesmos, fazendo com que as grandes metrópoles sejam semelhantes entre si. Mas o que aconteceria se os prédios deixassem de ter todos a mesma feição?

Inspirações

Essa foi uma pergunta que sempre existiu na cabeça do arquiteto Ma Yansong, mas sua principal ideia surgiu da forma mais inusitada possível. Enquanto caminhava por uma feira, observou um vendedor com peixes e os mesmos em um aquário retangular, fazendo com que Ma se indagasse se os peixes realmente gostavam daquele cenário.

Através de pesquisas, ficou comprovado que os peixes ficavam mais irritados com o aquário quadrado. Então o arquiteto projetou para os mesmos um aquário que simulasse um oceano para que se sentissem mais à vontade.

Mas foi a partir dai que Yansong teve uma ideia ainda mais ousada: Quebrar completamente os padrões dos prédios que conhecemos atualmente e começar a fazer com que os mesmos se pareçam mais com a natureza, não dispondo de tanta simetria e com formas até então nunca imaginadas antes.

Projetos

São diversos projetos que o arquiteto já liderou com esse novo conceito de construção: Os dois primeiros projetos deles foram construídos em Mississauga, uma cidade próxima de Toronto, um ao lado do outro, por serem torres residenciais. Suas belas curvas ganharam tanto destaque que os prédios foram apelidadas de “Torres Marilyn Monroe”.

Desse projeto em diante, esse tipo de projeto começou a ganhar mais aceitação: Foram construídos um complexo residencial em montanhas na China se inspirando em montanhas, um prédio na cor preta em um formato que orna bem com um parque na China, um museu que aparenta ser uma nuvem em Los Angeles que fica pronto em 2022 e um projeto imitando vulcões para fazer um complexo esportivo também na China.

“Enquanto arquiteto, acho que, no futuro, não devemos continuar a repetir essas caixas de fósforo sem alma. Penso que estou a procurar a oportunidade de criar um futuro com harmonia entre seres humanos e a Natureza”, disse o arquiteto.

Como negociar com seu chefe
Quando for ter a conversa com seu chefe, tenha em mente o seu propósito final e argumente com ele usando os números positivos do seu trabalho. Mostrar que a sua atuação em...
Uber precisará pagar férias e 13º para seus motoristas
Foram analisados diversos requisitos e a observação final é que a empresa é uma...
5 coisas sobre o seguro desemprego que você precisa saber
Com a chegada do novo coronavírus, podemos perceber que novas ferramentas de tecnologia estão se inovando par nos ajudar e proporcionar facilidade de acesso via aplicativos, a...
Estereótipos de geração atrapalham no trabalho?
Em um local de trabalho multigeracional somos mais parecidos do que diferentes, a psicóloga social Leah Georges relata sobre isso em uma palestra TED de abril de 2018. ...
Yves Behar conta como criar objetos que contam histórias
Por trás de todo objeto há uma história, a história da bola nos leva à época da Pré-História por exemplo. Mas o designer Yves Behar recria objetos para se tornarem ainda...

O Fusne é um site para quem ama internet, nós somos especializados em testar apps e tudo mais que envolve tecnologia. O que você vai encontrar por aqui é escrito por humanos, que vivem fazendo compras online, assim como você, então entende as suas dificuldades e felicidades nessas horas. O material do Fusne é testado várias e várias vezes pela equipe...