buscar

Yves Behar conta como criar objetos que contam histórias

Por trás de todo objeto há uma história, a história da bola nos leva à época da Pré-História por exemplo. Mas o designer Yves Behar recria objetos para se tornarem ainda mais útil de forma bem inovadora. Portanto, os objetos podem ser recriados e até possuir um nova funcionalidade a partir disso.

Trabalho
1 mês atrás
Yves Behar conta como criar objetos que contam histórias

Em uma palestra TED de fevereiro de 2008, o designer Yves Behar fala sobre alguns dos objetos icônicos que criou.

Mais que só um simples objeto

“Fizemos um relógio para a Mini Cooper, a empresa de automóveis, exatamente quando ele foi lançado, e é o primeiro relógio que tem um visor que exibe a hora na horizontal e muda para a vertical.” Conta Yves Behar.

Além do relógio, Yves Behar também projetou um móvel para um fabricante italiano, que pode ser usado em um formato totalmente plano, e depois, pode ser dobrado e convertido em uma mesa de café, um banquinho e outras coisas do gênero.

E não foi só isso, Yves criou uma luminária para a Swarovski, que muda de forma. Ela passa de um formato circular para um formato redondo, quadrado, para o formato do número oito, e basta desenhar o formato em um tablete gráfico, que toda a luminária se ajusta à forma desejada.

Para surpreender ainda mais o designer também gerou uma luminária Leaf (Folha) para Herman Miller que dá ao usuário a possibilidade de escolher desde uma luz cálida, com uma espécie de brilho, até uma luz brilhante para trabalhar.

Enquanto a maioria dos designer trabalha projetando algo que esteticamente fique mais bonito por fora e visualmente, Yves Behar trabalha para desenvolver projetos com caráter mais humanista. “Então não se trata mais de trocar a cobertura de uma tecnologia. Trata-se realmente de projetar de dentro para fora.” Disse ele.

O fone de ouvido Jawbone é um outro projeto de Yves Behar, que possui uma tecnologia humanista, onde ele sente a sua pele e identifica quando você está falando. E ao perceber que você está falando, ele elimina os outros ruídos que conhece, os ruídos do ambiente.

“A outra característica humanista do Jawbone é que decidimos tirar dele tudo o que era tecnológico, tudo o que era muito técnico, e tentar torná-lo o mais bonito possível. Quero dizer, pense nisso: o cuidado que tomamos ao escolher óculos de sol, jóias, ou os acessórios, é muito importante, portanto, se eles não forem bonitos, não devem estar no seu rosto. E é isso que estamos fazendo.” Disse Yves Behar.

Yves Behar pensa em cada detalhe em seus projetos,é um projeto que nunca tem fim, pois, é preciso fazer todo o resto, pensar na embalagem, a página da internet, até chegar na parte em que toca o usuário, de várias formas, e atraí-lo para o produto.

O fato de dizer que há história em cada objeto, é porque Yves Behar projeta pensando na história que tem por trás daquele objeto, ou seja, a mudança que o objeto vai gerar para a humanidade. Como por exemplo o projeto de um laptop para crianças de 100 dólares, cujo o nome do projeto é OLPC – One Laptop Per Child (Um Laptop Por Criança), que visa levar educação e tecnologia para crianças pobre de todo o mundo, como dá Nigéria, Uruguai e Mongólia.

“Nós o projetamos para ser um ícone, para que parecesse diferente, como se tivesse sido feito para crianças mas sem parecer um brinquedo. E depois a integração de todas essas grandes tecnologias sobre as quais vocês têm ouvido falar: as antenas WiFi que permitem que as crianças se conectem; as telas que podem ser lidas à luz do sol; o teclado, feito de borracha, e que é protegido contra as agressões do ambiente.”

E por fim o designer Yves Behar conclui dizendo: “Se todos nós trabalharmos juntos para criar valor, mas sem nos esquecermos dos valores do que fazemos, acho que poderemos mudar o que fazemos. Nós podemos mudar esses valores, mudar as empresas com as quais trabalhamos, e finalmente, juntos, talvez possamos mudar o mundo.”

*Com informações do TED, Wiki e fuseproject.

Estereótipos de geração atrapalham no trabalho?
Em um local de trabalho multigeracional somos mais parecidos do que diferentes, a psicóloga social Leah Georges relata sobre isso em uma palestra TED de abril de 2018. ...
Arquitetura urbana ou fuga da civilização, a busca por paisagens inspiradoras
Os centros urbanos cada vez mais estão deixando as casas de lado e apostando em prédios para que haja mais espaço para as pessoas habitarem as grandes metrópoles. Esse...
Pesquisa revela futuro das profissões
Desde que somos crianças, sempre nos fazem uma pergunta que muda muito conforme vamos crescendo: O que você quer ser quando...
Você é o dono da sua própria carreira
Independente da área escolhida, cada um deve cuidar da sua própria carreira traçando seus objetivos e dedicando-se dia após dia para concretizá-los. No início, o que vai...
Entenda o conflito produtivo no trabalho
Um conflito produtivo é aquele quando as pessoas se organizam para desafiar e melhorar sua vida profissional, tanto para patrões quanto para...

O Fusne é um site para quem ama internet, nós somos especializados em testar apps e tudo mais que envolve tecnologia. O que você vai encontrar por aqui é escrito por humanos, que vivem fazendo compras online, assim como você, então entende as suas dificuldades e felicidades nessas horas. O material do Fusne é testado várias e várias vezes pela equipe...